UFRR realiza evento “Vozes da Fronteira” em comemoração aos seus 22 anos


Segunda Feira 29 de Agosto de 2011


Foto Divulgação UFRR

BOA VISTA – A Universidade Federal de Roraima (UFRR) realiza nos dias 08 e 09 de setembro de 2011, o evento “Vozes da Fronteira” em comemoração aos seus 22 anos. O objetivo do evento é reunir grupos artísticos do Brasil, Guyana, Suriname e Venezuela durante as atividades comemorativas ao aniversário da UFRR.

Este ano, a atração principal será o grupo amazonense Imbaúba. O grupo tem um trabalho musical acústico, basicamente instrumental. É formado pelo poeta Celdo Braga, guitarrista Rosivaldo Cordeiro, percussionista e baterista João Paulo Ribeiro, vocalista e violonista Roberto Lima, contrabaixista Sérvio Túlio e a vocalista Sofia Amoedo. O repertório tem músicas de autoria própria, compostas a partir da sonoridade da natureza (música orgânica).


Corregedoria vai apurar ida de deputados ao Hospital Geral

Sexta Feira 26 de Agosto de 2011

ÉLISSAN PAULA RODRIGUES

Boa Vista - A visita dos deputados Brito Bezerra (PP) e Soldado Sampaio (PC do B) ao Hospital Geral de Roraima será apurada pela Corregedoria da Assembleia Legislativa em atendimento a uma representação protocolada ontem pelo secretário estadual da Saúde, Leocádio Vasconcelos.

Em entrevista à Folha, antes mesmo de ser comunicado do recebimento do documento, o corregedor Erci de Moraes (PPS) disse que o setor tem um papel a cumprir e não deixará de apurar nenhuma denúncia. Ele frisou também que, se for o caso, a comissão de ética da Casa será acionada.

Supremo manda prosseguir inquérito que envolve Romero Jucá

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil


BOA VISTAO Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (15) que dará prosseguimento ao inquérito que tramita na Corte contra o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). Ele e o prefeito de Cantá (RR), Paulo Peixoto, são acusados de participar de um esquema de desvio de verbas federais em obras municipais.

O julgamento do inquérito começou em agosto de 2005 e foi interrompido por vários pedidos de vista. A primeira questão de ordem foi se o STF era ou não competente para analisar o caso. Para os ministros Gilmar Mendes, Luiz Fux, Antonio Dias Toffoli e Celso de Mello, o STF não deveria ser responsável pelo inquérito porque não há indícios de que Jucá esteja envolvido. Neste caso, o processo iria para a primeira instância, porque o segundo acusado não tem foro privilegiado. No entanto, a maioria dos ministros entendeu que o STF deve continuar apurando os fatos.

A segunda preliminar questionava se o processo deveria ser trancado devido à natureza duvidosa das provas colhidas. De acordo com o relator, Marco Aurélio Mello, não ficou provado se as provas obtidas no processo são lícitas. O argumento também foi defendido por Gilmar Mendes. Mais uma vez, a maioria entendeu que a ação não deveria continuar.

Facebook novo: veja como habilitar a timeline no seu perfil

Sexta feira 23 de Setembro de 2011


Se você adorou as novidades do Facebook e quer saber como habilitá-las no seu perfil, fique atento às dicas que o Tecmundo preparou. Está curioso? Então preste muita atenção para não perder nenhum passo que será ensinado neste tutorial. É necessário seguir cada um deles para que o processo seja bem-sucedido.


1.O processo é bastante simples, mas exige que você tenha uma conta verificada na rede social. Se você não possui, localize o botão "Conta" no canto superior direito da rede social e depois clique em "Configurações de conta". Em seguida, clique sobre o botão "Celular". Se seu número móvel já estiver cadastrado, pule o passo número 2.


2. Insira um número de celular para que uma mensagem de texto seja enviada ao seu aparelho. Devido ao grande fluxo de pedidos, talvez sejam necessários vários dias até que o código seja recebido. Cadastrando um cartão de crédito válido também é possível verificar a conta (bem mais rapidamente).


3. Já logado na rede social, localize (por meio da barra de buscas) o aplicativo "Desenvolvedor", com um ícone semelhando ao do Facebook. Autorize o acesso do app à sua conta.


4. Em seguida, é obrigatório que você crie um novo aplicativo. Para isso, acesse o atalho http://bit.ly/nIsEMm e preencha nomes para os campos "Add Display name" e "Add Namespace" (não será necessário mandar nenhum arquivo de programação, apenas indicar a criação do app). É nesse momento que o Facebook exigirá que sua conta seja verificada.


5. Na página de configurações do aplicativo criado, procure o link "Open Graph", no menu à erquerda. Uma nova janela será carregada e você precisará confirmar que é um ser humano. Para isso, digite um verbo em inglês ("read" ou "write", por exemplo) na caixa ao lado de "People can". E ao lado de "a", insira um substantivo que complete a frase (como "book").


6. Logo após a confirmação do envio, você será redirecionado para a página de edição do aplicativo. Mude "write" para "wrote" no campo ao lado de "Past Tense" e salve as alterações.


7. Há mais duas abas de configuração do aplicativo. Altere qualquer coisa em um dos campos em cada página e salve tudo novamente. Aguarde alguns instantes.


8. Volte para a página inicial do seu perfil do Facebook, onde será possível visualizar um frame especial para desenvolvedores, e um convite para testar a timeline. Clique no botão "Obtenha o seu agora mesmo!". O Facebook deve recarregar seu perfil já com o novo layout.


9. Inicialmente, apenas você mesmo poderá ver as alterações em sua página, mas é possível fazer com que as modificações sejam mostradas a todos. Para isso, clique sobre o botão "Publish now" que está no topo da tela.



Fonte: Terra

Facebook prepara serviço para trocar músicas e filmes




O Facebook deve apresentar, na próxima quinta-feira (22), uma plataforma que facilite o compartilhamento de músicas, filmes e programas de TV, segundo o "New York Times".

O jornal diz que a companhia não revelou planos nesse sentido, mas que inúmeros executivos do setor apontam que a rede social irá fazer o anúncio na F8, conferência de desenvolvedores do Facebook que acontece nesta semana em San Francisco.

Segundo as fontes do jornal, o Facebook fez acordos com empresas para desenvolver uma forma de exibir na página de perfil do usuário o que ele está ouvindo ou assistindo.

Os serviços Spotify, Rhapsody, Rdio, MOG e Deezer podem ser algumas das empresas parceiras.

David Pakman, sócio da empresa Venrock e ex-executivo-chefe do serviço digital eMusic, disse que em vez de dar às pequenas empresas um impulso, a parceria com o Facebook pode favorecer o serviço maior, no caso, o Spotify, que tem mais de 10 milhões de usuários. "É uma coisa boa para todos os serviços na medida em que permite que todos participem. Mas os caras pequenos vão perder os efeitos de rede, e os grandes caras vão ganhar".

Ainda não se sabe como a nova plataforma funcionará fora dos Estados Unidos, onde grande parte dos serviços de streaming de música não funcionam por problemas com direitos autorais das canções.
Fonte: Correio do estado

Indústrias mostram o que há de bom produzido em Roraima

Foto:  Antonio Diniz

BOA VISTA - Apresentar iniciativas para o setor industrial e proporcionar visibilidade à produção roraimense, a fim de fomentar a economia do Estado. Essa é a principal finalidades da I Feira da Indústria de Roraima (Feind), que começa nesta quinta-feira, 15, e se estende até sábado, 17, no Palácio Latife Salomão, na avenida Glaycon de Paiva.

De acordo com o cadastro industrial da Federação das Indústrias de Roraima (Fier), existem aproximadamente 507 empresas do segmento industrial em Roraima, divididas nos setores de artesanato, alimentação, construção civil, terraplanagem, confecções, madeiras, grãos, piscicultura, mineração, automotivo, joias e gráficas.

A assessora de comunicação Fier, Karen Telles, explicou que o segmento apresenta bons resultados no Estado e que aos poucos vem conquistando seu espaço no mercado local, com produtos e serviços de qualidade.

“Antigamente conseguíamos notar a diferença dos produtos fabricados na região em relação aos que vinham de outros estados. Hoje esta diferença não existe mais, pois a cada dia que passa os empresários têm investido em seus negócios, o que faz com que o resultado final tenha mais qualidade”, observou.

Entre os principais problemas enfrentados pelo segmento estão a burocracia nas transações financeiras, a dificuldades na facilitação de crédito e a questão tributária, fatores estes atrapalham o desenvolvimento do setor.

Outro ponto é a falta de incentivo para a produção local. “O que falta para o desenvolvimento do setor é a valorização, tanto por parte das autoridades quanto da sociedade quando se fala no conhecimento do que é produzido na região. Com isso, a expectativa com a realização da feira é mudar este quadro”, ressaltou.

Em termos de crescimento, há um registro oficial com dados da Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan) indicando que a construção civil é o setor da indústria que mais tem crescido nos últimos anos, fator desencadeado principalmente pelo incentivo à construção da casa própria, por meio de programas do Governo Federal como Minha Casa Minha Vida e investimentos na infraestrutura de estradas.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA FEIND 2011

A programação inicio às 18h com desfiles de moda, cursos, palestras e Pit Stop 100%, que é a manutenção gratuita de veículos. A estrutura é composta por 26 estandes, os quais vão oferecer atividades e uma ampla área de alimentação. No sábado, a programação começa às 17h e se estenderá até às 22h. A estimativa da Fier é receber 20 mil pessoas.

Os interessados em cursos e palestras podem fazer as inscrições na hora do evento. Serão debatidos 24 temas durante 24 horas. No final do evento, todos os participantes vão receber certificados.

Os estudantes terão a oportunidade de se inscrever no cadastro do Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Os trabalhadores do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial terão durante a feira matrículas gratuitas para os cursos profissionalizantes.


Fonte: Folha de Boa Vista


Mozarildo acusa Anchieta de tentar cercear a imprensa


Quarta Feira 24 de Agosto de 2011

Governador de Roraima 


ÉLISSAN PAULA RODRIGUES

Boa Vista - O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB) usou a tribuna do Senado, no final da tarde de ontem, para acusar o governador Anchieta Júnior (PSDB) de tentar promover o cerceamento à imprensa em Roraima. Ele informou aos demais senadores que o governador não teria permitido o acesso dos profissionais da Folha, da Rádio Folha e da TV Ativa no lançamento do programa Crédito Social, na semana passada.

 Ele chamou a atenção de instituições como a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) com relação ao que classificou como “desrespeito à liberdade de imprensa em Roraima”..... 

Seminário de Jornalismo da Amazônia traz William Bonner a Manaus

A Fundação Rede Amazônica realiza o XVII Seminário de Jornalismo da Amazônia no Studio 5 Centro de Convenções em Manaus, entre os dias 14/09 a 16/09 com o tema ” O Jornalismo e as mídias sociais”.

Como palestrantes o evento receberá o editor chefe de Jornalismo da Rede Globo e apresentador do Jornal Nacional, William Bonner, a Diretora de Jornalismo do Sistema Globo de Rádio, Marisa Tavares, o Repórter Esportivo da Rede Globo, Renato Ribeiro, a Editora Chefe do Portal G1, Márcia Menezes, além da diretora de Jornalismo da TV Globo Nordeste Jô Mazzarolo e Gerente de Jornalismo da TV Amazonas, Ercilene Oliveira.

O evento, realizado anualmente em Manaus, tem como público alvo profissionais e estudantes de comunicação, jornalistas, publicitários e outros interessados em troca de experiência com especialistas que já passaram ou trabalham em grades empresas de comunicação.
Confira a programação:

Palestras – Seminário -
1º dia – 14/09/2011

18h00 Credenciamento para Palestras

19h00 Abertura oficial do Evento

19h15 – 1ª Palestra: As Mudanças do Jornalismo Digital

Palestrante: Ercilene Oliveira – Gerente de Jornalismo Rede Amazônica

Intervalo

20:30 – 2ª Palestra: A Experiência do Jornalismo Comunitário na Rede Globo NE e as Mídias Sociais

Palestrante: Jô Mazzarolo – Diretora de Jornalismo da TV Globo Nordeste

22:00 Encerramento do 1º dia
2º dia –15/09/2011

19h00 – 1ª Palestra: O G1 e as Mídias Sociais

Palestrante: Márcia Menezes – Editora Chefe do Portal G1

Intervalo

20:30 – 2ª Palestra: As Mídias Sociais no Jornalismo Esportivo

Palestrante: Renato Ribeiro – Repórter Esportivo da Rede Globo

22:00 Encerramento do 2º dia
3º dia – 16/09/2011

19:00 – 1ª Palestra: O Rádio e as Mídias Sociais

Palestrante: Marisa Tavares – Diretora de Jornalismo do Sistema Globo de Rádio

Intervalo

20:30 – 2ª Palestra: “Mídias Sociais e os impactos no jornalismo televisivo”,

Palestrante: William Bonner – Editor Chefe e apresentador do Jornal Nacional Rede Globo

22:00 Encerramento do 3º dia

Inscrições até 30/agosto: R$ 300 ( Profissional) R$ 150 ( Estudante)

Inscrições de 1 a 13/setembro: R$ 400 ( Profissional) – R$ 200 ( Estudante)

As inscrições poderão ser feitas por meio online em página ainda a ser divulgada ou na sede da Fundação Rede Amazônica

Outras informações: (092) 3216-3090

MPF entra com ação para coibir prática ilegal de mineração em terra indígena em RR

Quarta Feira 14 de Setembro de 2011

 

 

Portal Amazônia, com informações MPF/RR

BOA VISTA - A constante prática de garimpo em terra indígena e a possível existência de títulos minerários situados dentro dos limites territoriais indígenas já homologados pelo Governo Federal motivou o Ministério Público Federal em Roraima (MPF/RR) a ingressar com uma ação civil pública, com pedido de liminar, contra o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) e a União.

O pedido é para que sejam indeferidos todos os requerimentos de autorização de pesquisa mineral, permissão de lavra garimpeira e concessão de lavra mineral em terras indígenas,  bem como a  suspensão dos efeitos jurídicos das autorizações de pesquisa mineral nestas localidades que estejam vigentes no referido departamento.

A ação foi movida com base em um inquérito civil público instaurado pelo MPF em junho de 2011, após descumprimento de uma recomendação encaminhada ao DNPM em março deste ano pelo procurador da República Timóteo da Costa e Silva, para que o departamento declarasse nulo todos os Títulos Minerários concedidos em terras indígenas no Território Nacional.

A Constituição Federal prevê, no artigo 20, que os recursos minerais são bens da União e que somente será permitida a exploração desses recursos em terras indígenas, quando atender ao interesse público da União, conforme critérios definidos em lei.

Ainda não há no Brasil uma legislação pertinente à extração desses recursos em terras indígenas. “Para que haja a exploração econômica dos recursos minerais, necessariamente, deverá ser autorizado pelo Congresso Nacional e ter condições específicas de exploração, resguardando o interesse da comunidade, inclusive com participação no resultado da lavra”, explica o procurador.

“Os Títulos de Mineração já deferidos em terras indígenas são considerados nulos se deferidos antes da demarcação e homologação da terra indígena, por força da norma legal prevista no artigo 231, parágrafo 6º, da Constituição Federal e por ausência de autorização do Congresso Nacional, ou se deferido após a homologação, também deve ser considerado nulo, por violação do ordenamento jurídico, já que há impossibilidade de deferimento desses títulos em terras indígenas ante a falta de regulamentação infraconstitucional e falta de competência do órgão”, aponta um dos trechos da ação.

“O perigo na demora da solução do problema pode gerar lesão a toda comunidade indígena e à sociedade em geral, ligadas pelas circunstâncias do mesmo fato. Isso pode  acarretar sérias consequências às comunidades indígenas, não só no aspecto socioambiental, mas também no aspecto financeiro, já que não há disciplina da forma de participação dessas comunidades no resultado da exploração dos recursos minerais”, concluiu Timóteo.

A ação civil  pública, ajuizada na última sexta-feira (09),  foi distribuída à 2ª Vara da Justiça Federal em Roraima e ainda está pendente de decisão judicial.

Roraima Online: Começa hoje entrega dos cartões "Crédito Social" em Roraima


Segunda Feira 22 de Agosto de 2011

Foto Divulgação Governo de Roraima



BOA VISTA – A partir desta segunda-feira (22), as pessoas cadastradas no programa Crédito Social começarão a receber o cartão magnético que dará acesso ao benefício de R$120 que poderá ser utilizado como débito, nos estabelecimentos que aceitem Visa ou para saque, nos caixas e agências do Banco do Brasil.

Os beneficiários terão que procurar as agências do Banco do Brasil, de acordo com os dias e horários que serão informados durante a entrega dos cartões, para cadastrarem uma senha de desbloqueio.


Prefeitura de Boa Vista deverá realizar concurso público até abril de 2012

O Concurso Público será destinado à área da Saúde

BOA VISTA - O Ministério Público do Estado de Roraima, por meio da Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde firmou no dia 31 de agosto, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Município de Boa Vista, para realização de concurso público, no prazo de oito meses, para todos os cargos da Secretaria Municipal de Saúde, inclusive os pertencentes aos quadros do Hospital Santo Antônio, da Atenção Básica, do Programa Saúde da Família e do

Serviço Móvel de Urgência e Emergência (SAMU).
Consta no TAC que a Prefeitura “dispõe de diversos servidores desempenhando serviços na rede pública de saúde através de contratação temporária, sem que tenham se submetido ao necessário concurso público e que o último certame foi realizado em 2004”.

De acordo a Promotora de Justiça de Defesa da Saúde, Jeanne Sampaio, “o Município deverá nomear e empossar os aprovados no concurso em até sessenta dias após a divulgação da lista final de aprovados, conforme a necessidade da Administração Municipal, substituindo, então, todos os trabalhadores contratados irregularmente, inclusive os que tenham se submetido a processos seletivos simplificados”.

A Prefeitura se compromete ainda a não manter nenhum trabalhador na rede municipal de saúde que não tenha sido aprovado em concurso público, a partir da nomeação e posse dos concursados, exceto os cargos em comissão, nos moldes e limites traçados pela Constituição Federal, não podendo contratar servidores públicos temporariamente fora das hipóteses expressamente previstas em lei municipal específica, que vise a atender necessidade temporária de excepcional interesse público.

Ainda de acordo com O TAC, “o Município de Boa Vista deverá encaminhar ao Ministério Público, trimestralmente, relatório descrevendo as medidas adotadas para o efetivo cumprimento do termo”. O não-cumprimento das obrigações assumidas sujeita o Município de Boa Vista à multa diária de R$ 500. (EM)

Fonte: Roraima em Foco

Fluxo de turistas para pesca esportiva deve crescer 10% no Amazonas

Quarta Feira 07 de Setembro de 2011

Foto: AmazonasTur/Visita Amazonas


MANAUS – O fluxo de turistas nacionais e estrangeiros para a temporada de pesca esportiva no Amazonas, que inicia neste mês e se estende até março de 2012, deve crescer 10%, em relação ao ano passado. A previsão é da presidente da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Oreni Braga.

Segundo a presidente, em 2010, o número de visitantes foi de 6.630. Em 2009, essa modalidade turística atraiu 6.027 pessoas. Para este ano, conforme dados do Departamento de Registro e Fiscalização (DRF) da Amazonastur, são esperados 7.230 turistas.

Ainda de acordo com os dados do DRF, a maioria dos praticantes brasileiros são oriundos de São Paulo e dos Estados Unidos.

“O Amazonas é procurado o ano inteiro por turistas de diversos países e também do Brasil pelas belezas naturais exclusivas de uma região fascinante, mas, em setembro, o Estado se transforma no principal foco para os praticantes da pesca esportiva”.

Para Oreni Braga  o crescimento no fluxo de turistas na temporada de pesca esportiva é resultado da divulgação que o Governo do Estado realiza, por meio do órgão estadual de turismo, nos principais eventos turísticos. “Estamos presentes nos principais eventos do setor, mostrando o nosso potencial para a pesca esportiva”, comentou.

Municípios

A temporada de pesca esportiva movimenta 25 municípios amazonenses, sendo os principais Autazes, Barcelos, Nova Olinda, Borba, Carreiro e Santa Izabel do Rio Negro. “Os municípios que ficam na calha do Rio Negro e na calha do Rio Uatumã são os mais procurados”, informou.
De acordo com informações de algumas operadoras amazonenses, que trabalham durante a temporada, os pacotes variam de R$ 3,5 mil a R$ 4 mil, e os turistas ficam de três a sete dias.

Tucunaré é o preferido

Mesmo sem um levantamento oficial, o peixe mais procurado durante a temporada de Pesca Esportiva no Amazonas é o tucunaré-açú, que chega a pesar mais de dez quilos. Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e no Rio Uatumã são os locais onde os praticantes encontram mais essa espécie, segundo a AmazonasTur.

Pesca legal

Conforme a portaria Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) nº 04 de 19 de março de 2009, art. 2º, inciso II, a pesca esportiva é a modalidade da pesca amadora em que é obrigatória a prática do pesque e solte, sendo vedado o direito à cota de transporte de pescados, prevista na legislação.

O pescador esportivo deve portar a carteira de pescador que é emitida pelo Ibama, válida em todo o território nacional, por um ano a partir da data de recolhimento da taxa especificada e conforme a modalidade escolhida. A Licença de Pesca pode ser obtida no Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (Ipaam) e no Ibama.

Portal Amazônia, com informações da AmazonasTur

Indíces alarmantes de HIV e sífilis em aldeias indígenas na Amazônia

Sábado 03 de Setembro de 2011

Pesquisas do Ministério da Saúde mostram o crescimento das doenças em regiões como o alto Solimões e rio Negro

Marina Souza - portalamazonia

MANAUS - A colonização da Amazônia por europeus dizimou milhões de indígenas da região, no século XVI, ao trazer doenças desconhecidas pelos nativos. Até uma simples gripe era fatal para este grupo.

Atualmente, enfermidades do “homem branco” voltam a assustar os habitantes da Floresta. Índices preocupantes de uma pesquisa do Ministério da Saúde (MS) mostram o crescimento de Doenças

Sexualmente Transmissíveis (DSTs), como sífilis e Aids, em aldeias indígenas.
Mais de 45 mil pessoas que vivem em aldeias remotas ou em localidades de difícil acesso no Amazonas e Roraima passaram por testes médicos. Cerca de 18,59% dos índios avaliados apresentaram resultado positivo para a sífilis apenas na região do Alto Solimões. O número representa um índice elevado da doença, até mesmo comparados à estatística da população geral do país. Também foram estudadas as áreas do Leste de Roraima, Alto Rio Negro, Médio Solimões, Vale do Javari e terras indígenas próximas à Manaus.



Já o vírus HIV, causador da Aids, é encontrado com menor frequência, porém também deixa as autoridades em alerta. Enquanto o índice na população geral do país o número de soropositivos é de 0,6%, entre os povos indígenas os dados chegam a 3,4% em aldeias do Alto Rio Negro. A prevalência da doença em indígenas gestantes também preocupa: 0,08% das futuras mães de todas essas tribos possuem a doença e, sem tratamento adequado, podem transmitir para os bebês.



De acordo com a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), as DSTs são transmitidas por fatores internos, como o desconhecimento sobre as doenças, abuso de álcool e a viagem de indígenas a centros urbanos; e externos, como a ocupação ilegal de não-indígenas, o trabalho de missões religiosas e a presença das Forças Armadas em áreas remotas.

Outro fator alarmante é a resistência destes povos ao uso de métodos para prevenir as DSTs, além da própria falta de conhecimento destes. O antropólogo Christian Ávila explicou ao Portal Amazônia que, se até mesmo na sociedade moderna há oposição ao uso de preservativos, essa característica é muito maior dentro das aldeias. “Para algumas etnias é considerado errado. Há também o problema da logística: é dificílimo encontrar ‘camisinhas’ nas aldeias. Estes produtos não chegam lá com tanta frequência”, afirmou.

Combate às DSTs

Atualmente, o Ministério da Saúde realiza prevenção diferenciada com povos indígenas. Em nota, a pasta informou que as ações são realizadas respeitando as especificidades de cada cultura. “A abordagem e o aconselhamento é pensado e trabalhado nas aldeias dentro da peculiaridade de cada etnia. Os resultados obtidos devem ser enfrentados de acordo com a ética da medicina ocidental, mas o modo como cada etnia entende essas doenças também está nos planos de ações”.

O tratamento nos casos de diagnóstico de sífilis é realizado na própria aldeia e tem início imediatamente após a confirmação da doença. Os portadores de HIV são removidos para centros do Sistema Único de Saúde (SUS), em municípios próximos das aldeias onde vivem.

O que muda no Bairro São Raimundo após inauguração da ponte sobre Rio Negro

Foto: Eliena Monteiro/Portal Amazônia
 MANAUS- Há 35 anos as balsas transportam pessoas, mercadorias e veículos do Porto do São Raimundo, zona Oeste de Manaus, para os municípios de Manacapuru, Iranduba e Novo Airão. Em média, 4 mil carros saem todos os dias do porto. Aos finais de semana esse movimento dobra. Por causa disso, alguns usuários chegam a esperar 4 horas na fila de carros para embarcar nas balsas. Mas essa realidade pode mudar, graças à construção da Ponte sobre o Rio Negro.

O Portal Amazônia conversou com os usuários e trabalhadores do local para saber qual a opinião deles sobre essa mudança.

Para os passageiros que não possuem carro, o transporte pela ponte diminuirá drasticamente o tempo de viajem. O agricultor Nonato da Cunha, 48,  morador do município de Iranduba, vem a Manaus três vezes por semana para comprar alimentos. Nonato costuma esperar até seis horas para atravessar o rio. “Com  a inauguração da ponte vamos poder encurtar esse tempo de viagem”, disse.....


Procurador diz que chuva não justifica paralisação de obras


Sexta Feira 19 de Agosto de 2011




 Boa Vista - O procurador Leonardo Galiano  conversa com representantes das empresas 
O Ministério Público Federal em Roraima (MPF/RR) percorreu a BR-174 para verificar as condições de trafegabilidade e inspecionar o andamento das obras de recuperação da principal rodovia do Estado. A diligência ocorreu no início desta semana, pelo procurador da República com atuação junto ao Patrimônio Público, Leonardo de Faria Galiano, e a equipe da Controladoria Geral da União (CGU).

A obra, em execução desde março de 2010, foi dividida em quatro lotes e cada um deles tem uma empresa responsável pelo serviço. As empresas vencedoras das licitações que operam os trabalhos na rodovia são: Delta Construções S.A; Via Engenharia S.A; Consórcio Seabra-Caleffi e CMT Engenharia Ltda, responsáveis pelos lotes 1, 2, 3 e 4, respectivamente.


Capela do Pobre Diabo em Manaus

Sábado 03 de Setembro de 2011

Portal amazônia


MANAUS - O bairro da Cachoeirinha,em Manaus, guarda muitas histórias desde sua colonização. Uma delas é a origem da capela do Pobre Diabo situada na rua Borba (antiga praça Floriano Peixoto). Conta-se que em 1882, um cidadão português chamado Antonio José da Costa, dono de uma quitanda na rua da Instalação no Centro da cidade, mandou fazer uma tabuleta que representava um homem coberto de trapos e abaixo os dizeres: "Ao pobre diabo". Como ele era ávido pelo dinheiro e sempre dizia que não vendia fiado por ser um pobre comerciante, a população decidiu lhe apelidar de "pobre diabo".

Em 1897, Antonio casa com Cordolina Rosa de Viterbo e passaram a residir próximo a praça Floriano Peixoto e onde montaram uma casa de diversões. Algum tempo, Antonio adoeceu deixando sua mulher aflita. Devota de Santo Antonio fez uma promessa ao santo pedindo a cura do marido, caso ficasse bom, mandaria construir uma capela em louvor do santo. Estabelecido a saúde do marido, Cordolina pagou a promessa mandando construir a capela que até hoje é conhecida pela população como "Capela do Pobre Diabo". A igreja comporta em média 20 pessoas. Embora sendo do século passado, não se sabe ao certo a data de sua inauguração.

A data mais aproximada é de 28 de novembro de 1897. Na administração de Arthur Reis, a Assembléia Legislativa aprovou a Lei Estadual de nº 8, de 28 de junho de 1965, autorizando o governo a considerar a igreja de Santo Antonio como parte do monumento histórico da cidade e do bairro da Cachoeirinha. Ela se mantém constantemente fechada, sendo aberta eventualmente para turistas e nas comemorações do dia de Santo Antonio. 

 

Telecomunicação entre os maiores desafios da Copa na Amazônia

Sábado 03 de Setembro de 2011




Diego Toledano - portalamazonia


MANAUS Turistas de todo o mundo se preparam para mais uma grandiosa edição da Copa do Mundo de Futebol, desta vez no Brasil. Na Amazônia, o apelo sustentável é um dos principais cartões de visita, mas o desafio de concluir o evento acima das expectativas ainda precisa ultrapassar as barreiras da comunicação. Os problemas em serviços como internet e telefonia fazem parte do dia-a-dia amazonense.

É vencer esse embate tecnológico um dos maiores desafios enfrentados pelas autoridades nas esferas estadual e federal, no intuito de atender a demanda do evento e deixar melhorias nas áreas de telecomunicações como um dos principais legados do evento mundial de futebol.

Problemas recentes mostram as dificuldades de conexão enfrentadas pelos moradores de Manaus. No início desta semana, clientes das empresas de telefonia móvel Vivo e TIM registraram a falta de cobertura de rede durante dois dias. Nas redes sociais, as reclamações se multiplicaram. Na Assembleia Legislativa do Estado, os deputados cobraram explicações para o transtorno. Por meio de nota, uma das companhias informou que o problema era causado por quedas de energia.

Essa instabilidade foi o primeiro defeito apontado pelo universitário Tiago Melo, 19. Questionado sobre os problemas de conexão, ele contou ao portalamazonia.com que usa um modem 3G – tecnologia mais avançada de Internet móvel até hoje – e que depende de diversos fatores para conseguir uma boa conexão. “Perco a conectividade constantemente. Além disso, não consigo conectar em horários de pico. Já usei outros meios de conexão além do modem e percebo que a tecnologia 3G ainda não está em pleno funcionamento em Manaus, o que é muito perigoso para uma cidade que vai sediar um evento de escala mundial”, contou ele.

Casal de empresários e pedreiro morrem carbonizados na BR-174

Quarta Feira 17 de Agosto de 2011


Nonato Sousa/Folha Boa Vista

Boa Vista - Uma tragédia na BR-174 deixou duas famílias de luto ontem. Vítimas de um acidente de trânsito na rodovia federal, a cerca de 35 km de Boa Vista, em direção ao município de Pacaraima, as três pessoas que ocupavam o veículo morreram carbonizadas depois que o carro - Blazer com placas de Fortaleza (CE), HWZ 1882 - incendiou e em questão de minutos e consumiu tudo que estava dentro. As vítimas foram o empresário Manuel Belchior de Albuquerque, 61, o Bebé, a esposa dele, Isete Evangelista de Albuquerque, 52, e o pedreiro Elinaldo Mendes Cavalcante.

Acionados por populares que passavam pela rodovia, homens do Corpo de Bombeiros estiveram no local com um caminhão de combate a incêndio, mas já não puderam fazer mais nada para salvar as vítimas. A equipe apagou as chamas e o carro completamente destruído foi resfriado para que as equipes da Perícia da Polícia Civil e do Instituto de Medicina Legal (IML) realizassem seus trabalhos....

Indígenas em Manaus: resistência cultural aos apelos da metrópole

 
Foto: Diego Toledano/Portal Amazônia

Novamente, percebe-se que a cultura é um dos pontos mais fortes que une esses povos. Para os Satarés-Mawés, o ritual da Tucandeira, que continua sendo realizado anualmente, precisava ser conhecido mais profundamente pelas pessoas que tantas vezes passam pelas ruas que cercam a aldeia, mas sequer imaginam que o costume é praticado ali, logo ao lado. “Todos os nossos eventos são realizados inteiramente por nós. Por isso não conseguimos divulgar para muitas pessoas”, disse ele.

Com tantos desafios a serem vencidos, a ideia de voltar ao interior do Amazonas vence muitos destes índios. Segundo o tuxaua, duas famílias já abandonaram a comunidade e decidiram tentar a vida fora da reserva. “Sentimos falta da família que deixamos para trás, mas já não posso abandonar o que consegui em Manaus. Meus filhos cresceram aqui e é importante para mim que eles ingressem no Ensino Superior”, explicou a Tikuna Artemis.


Corregedoria vai apurar ida de deputados ao Hospital Geral

Sexta Feira 26 de Agosto de 2011


ÉLISSAN PAULA RODRIGUES
 

Boa Vista - A visita dos deputados Brito Bezerra (PP) e Soldado Sampaio (PC do B) ao Hospital Geral de Roraima será apurada pela Corregedoria da Assembleia Legislativa em atendimento a uma representação protocolada ontem pelo secretário estadual da Saúde, Leocádio Vasconcelos.

Em entrevista à Folha, antes mesmo de ser comunicado do recebimento do documento, o corregedor Erci de Moraes (PPS) disse que o setor tem um papel a cumprir e não deixará de apurar nenhuma denúncia. Ele frisou também que, se for o caso, a comissão de ética da Casa será acionada.

Em discurso na manhã de ontem, Erci disse não ver problema em que as equipes de filmagem e fotografia da Assembleia sejam utilizadas pelos parlamentares para acompanhar fiscalizações de estradas e pontes, mas insinuou não concordar que o mesmo fosse adotado no caso de unidades de saúde.

Questionado pela equipe de reportagem, ele explicou ter ponderado sobre as condições de fragilidade a que os pacientes estão sujeitos dentro da unidade hospitalar. “O poder de fiscalizar é legítimo, mas lembrei que o hospital é um local onde as pessoas estão extremamente fragilizadas. E as pessoas poderiam ter expostas suas intimidades. Fiscalização é louvável, mas tem que ser feita com cautela”, comentou.

O corregedor disse que a equipe do setor vai levantar todas as informações possíveis e analisar se houve algum tipo de excesso por parte dos dois deputados. “Minha obrigação é agir”, salientou.

REPRESENTAÇÃO – O secretário Leocádio Vasconcelos informou à imprensa ter protocolado a representação contra os parlamentares no início da tarde de ontem e afirmou que a visita teria causado “mal-estar entre servidores e pacientes, que estavam em área restrita de trabalho e para doentes”. Ainda conforme nota enviada pela assessoria de comunicação da pasta, uma representação assinada por médicos também teria sido encaminhada ao Conselho Regional de Medicina e servidores teriam registrado boletim de ocorrência junto à delegacia de polícia.

De acordo com ele, o acesso de deputados ao local é livre, mas o uso de imagens de pacientes e servidores carece de autorização prévia, conforme prevê a Constituição Federal.

Visita causou polêmica na ALE

A visita dos deputados Brito Bezerra (PP) e Soldado Sampaio (PC do B) ao Hospital Geral de Roraima no final da manhã da quarta-feira, dia 24, e que foi repercutida ontem por veículos de comunicação, causou polêmica durante a sessão de ontem da Assembleia Legislativa. Parlamentares da Situação se uniram em torno da defesa do Governo e do secretário estadual de Saúde, Leocádio Vasconcelos, e deputados da Oposição rebateram as críticas alegando as prerrogativas da atuação parlamentar no que diz respeito à fiscalização do Estado. Leocádio concedeu entrevistas à imprensa justificando que os deputados teriam sido precipitados ao gravar imagens da unidade sem autorização prévia.

Brito Bezerra (PP) voltou a informar que a visita ao hospital ocorreu a pedido de um paciente que havia reclamado da qualidade da alimentação servida por uma empresa terceirizada em determinado bloco da unidade de saúde. Chegando ao local, de acordo com ele, os parlamentares ouviram uma série de relatos de pacientes dando conta de dificuldades e problemas enfrentados como a necessidade de fazer cotas para levantar recursos para a compra de produtos e equipamentos, que deveriam ser oferecidos pelo hospital.

“Nos contaram que uma cota estava sendo feita para comprar uma cadeira de rodas para que os pacientes usassem para se deslocar até o banheiro”, comentou. A alimentação oferecida, segundo ele, também não estaria de acordo com as necessidades dos pacientes, o que poderia causar a demora em seu restabelecimento.

O parlamentar também reclamou da postura do secretário estadual de Saúde, Leocádio Vasconcelos. “Ele chegou de maneira alterada, aos gritos perguntando por que não estávamos filmando os postos de saúde fechados da prefeitura. Não sou vereador e compete a eles a fiscalização da saúde ofertada pelo município. Cerca de um mês atrás o governador Anchieta Júnior (PSDB) invadiu as dependências do hospital infantil Santo Antônio acompanhado de todo o aparato de comunicação do Governo, além de convocar toda a imprensa local e nem por isso o prefeito Iradilson Sampaio (PSB) colocou ele para fora ou representou contra ele”, disse Brito em entrevista à Folha.

O deputado Soldado Sampaio (PC do B) frisou que a visita ao órgão primou pelo bom senso e que não houve invasão ao hospital ou uso de imagens sem autorização. “Ali não estava uma imprensa sensacionalista, ligada a lado A ou B, mas a TV Assembleia, que é um instrumento de informações, que foi levada a título de fazer o registro da situação dos pacientes na unidade de saúde”, frisou.

Ele disse entender a preocupação com relação à preservação da privacidade dos pacientes, mas informou que as imagens feitas dentro da unidade não foram utilizadas e salientou não concordar com o posicionamento dos deputados que defendiam a atitude de Leocádio Vasconcelos. “Fiscalizar os serviços de saúde ofertados à população não ofende as pessoas”, resumiu.
 
Bancada de Oposição sai em defesa de Brito e Sampaio

A Bancada de Oposição se uniu na defesa dos deputados Brito Bezerra (PP) e Soldado Sampaio (PC do B), que foram acusados pelo secretário estadual de Saúde, Leocádio Vasconcelos, de ter excedido a prerrogativa parlamentar de fiscalizar ao adentrarem nas dependências do Hospital Geral, nesta quarta-feira, acompanhados de cinegrafista e fotógrafo.

Mecias de Jesus (Sem Partido) foi o mais incisivo e disse que o acesso aos órgãos públicos é liberado aos deputados de Situação, mas não aos da Oposição. “O secretário não está preocupado se filmaram ninguém, mas com a má qualidade do serviço e a falta de medicamentos. Que a Mesa Diretora e a Corregedoria vejam os vídeos e verifiquem se houve exacerbação de poder. Se os deputados não puderem entrar nem no hospital então vamos colocar uma placa aqui na porta: Departamento Legislativo do Governo do Estado”, criticou.

O deputado Flamarion Portela (PTC) disse que poderia entender que alguns ambientes não pudessem ser filmados e que as imagens das pessoas deveriam ser autorizadas, mas criticou a forma como seus pares foram tratados. “Eles teriam que ser tratados com respeito, que fosse pedido para se retirar de determinado ambiente, mas não cercear esse direito de fiscalizar e muito menos de tachá-los de irresponsáveis. Acho que o Leocádio excedeu no relacionamento com os deputados que devem continuar fiscalizando”, frisou, ao destacar que não tem cabimento representar contra os deputados junto a Corregedoria. “Não há fundamento legal”, finalizou.

Sargento Damosiel (PRP), disse lamentar o que chamou de “defesa sem limites” de alguns pares. “Estão jogando contra o próprio time, defendendo o Governo de qualquer forma ficando até contra a própria instituição”, concluiu.

SITUAÇÃO – Já os deputados da base aliada, capitaneados por Jalser Renier (DEM), também se fecharam no apoio ao secretário Leocádio Vasconcelos. “É direito do deputado fiscalizar qualquer órgão ou setor público e cumprir o que diz a Constituição Estadual. Mas não podemos violar a privacidade das pessoas, causar constrangimento aos pacientes”, salientou.

Aurelina Medeiros (PSDB) afirmou que o acesso ao local é livre ao deputado estadual, mas não ao cinegrafista. “Devemos ter coerência na defesa dos direitos das pessoas. Não é só o Governo que erra, nós também erramos”, disse. O único deputado da Situação que saiu em defesa de Soldado Sampaio e Brito Bezerra foi Chicão da Silveira (PDT), que ressaltou que a desmoralização de um parlamentar significa a desmoralização do Legislativo. 

UFRR realiza evento “Vozes da Fronteira” em comemoração aos seus 22 anos

Segunda Feira 29 de Agosto de 2011

Foto Divulgação UFRR


BOA VISTA – A Universidade Federal de Roraima (UFRR) realiza nos dias 08 e 09 de setembro de 2011, o evento “Vozes da Fronteira” em comemoração aos seus 22 anos. O objetivo do evento é reunir grupos artísticos do Brasil, Guyana, Suriname e Venezuela durante as atividades comemorativas ao aniversário da UFRR.

Este ano, a atração principal será o grupo amazonense Imbaúba. O grupo tem um trabalho musical acústico, basicamente instrumental. É formado pelo poeta Celdo Braga, guitarrista Rosivaldo Cordeiro, percussionista e baterista João Paulo Ribeiro, vocalista e violonista Roberto Lima, contrabaixista Sérvio Túlio e a vocalista Sofia Amoedo. O repertório tem músicas de autoria própria, compostas a partir da sonoridade da natureza (música orgânica).

Segundo a coordenadora do Departamento de Cultura, Selmar Levino, a proposta é trazer espetáculos musicais que representam a cultura nativa dos países sul-americanos localizados na Amazônia caribenha. Os cantores e grupos de outros países que irão se apresentar foram indicados pelas universidades de cada país.

A programação será gratuita e aberta à comunidade em geral, como forma de promover o intercâmbio cultural entre as pessoas, os grupos e os países que fazem fronteira com o Estado de Roraima e com o Brasil.

Além dos shows culturais nos dois dias, a programação contará com a realização de uma mesa-redonda “A construção sonora da cultura”. A mesa é promovida pelo Projeto Conexões Criativas do Grupo de Pesquisa “Observatório Amazoom/Coordenação do Curso de Artes Visuais da UFRR e pela Feira de Artes, do Programa Pólo-Arte na Escola.

A produção do Cenário dos shows será feita pelo artista plástico Ednel com o apoio dos acadêmicos de Artes Visuais e da Empresa JR Formatura. O evento é uma realização da UFRR através da Pró-reitoria de Extensão (PROEX), do Departamento de Cultura e Esporte (DCULTE), da Coordenadoria de Relações Internacionais (CRINT), da Coordenação do Curso de Artes Visuais e do Programa Pólo-arte na Escola e apoio da COORDCOM/UFRR.
Programação

08/09 – Quinta-feira: 18h às 19h: Mesa-redonda “A construção sonora da Cultura”
Participação de artistas guianenses e integrantes do Grupo Imbaúba (Manaus – AM);
Local: Auditório do Ciclo Básico I
19h30 – Show “Vozes da Fronteira”
Local: Parlatório da UFRR
Atrações culturais: BRASIL – Grupo de dança “Feras do Amazônia” – grupo arara verde (local); SURINAME – Rudi Spa, Anne Goedhart e Henk Sacco – cantores regionais indicados pela University of Suriname; GUYANA – Grupo KOROKWA – formado por alunos e professores da Universidade da Guyana.

09/09 – Sexta-feira:18h às 22h: Feira de Artes – Programa Pólo Arte na Escola
Local: Praça do Bloco I da UFRR
19h30 – Show “Vozes da Fronteira”
Local: Parlatório da UFRR
Atrações Culturais: SURINAME – Rudi Spa, Anne Goedhart e Henk Sacco – (University of Suriname); BRASIL – Grupo Imbaúba – Manaus/AM; VENEZUELA – Grupo Umbelio – formado por músicos – alunos e professores da Universidade Nacional Experimental de Guayana (UNEG

Governo promete operação tapa-buraco e caminhoneiros desbloqueiam rodovia

Segunda Feira 08 de Agosto de 2011

Boa Vista - O tráfego de veículos foi liberado na manhã desse sábado na BR-174 pelos caminhoneiros que promoveram 24 horas de interdição da rodovia, que liga Roraima ao Amazonas, após negociação com o vice-governador, Chico Rodrigues, que foi ao local. O protesto era contra as péssimas condições da rodovia federal, que desde o ano passado passa por obra de restauração no valor de R$ 560 milhões. Rodrigues anunciou uma operação Tapa-Buracos, no valor de R$ 8 milhões.

A mobilização ocorreu nos dois sentidos da rodovia na altura da Vila do Jundiá, no município de Rorainópolis. A fila de veículos parados chegou a dez quilômetros. A fila de veículos começou a ser formada às 18h de quinta-feira e somente na manhã de sábado o bloqueio foi retirado. Os manifestantes estimam que aproximadamente 100 veículos, entre caminhões, ônibus e carros particulares, ficaram paralisados ao logo da rodovia, considerada a mais importante da região e por onde passam todos os itens de maior consumo na capital roraimense e demais municípios....

Mozarildo acusa Anchieta de tentar cercear a imprensa

Quarta Feira 24 de Agosto de 2011

Governador de Roraima 


ÉLISSAN PAULA RODRIGUES

Boa Vista - O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB) usou a tribuna do Senado, no final da tarde de ontem, para acusar o governador Anchieta Júnior (PSDB) de tentar promover o cerceamento à imprensa em Roraima. Ele informou aos demais senadores que o governador não teria permitido o acesso dos profissionais da Folha, da Rádio Folha e da TV Ativa no lançamento do programa Crédito Social, na semana passada.

Ele chamou a atenção de instituições como a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) com relação ao que classificou como “desrespeito à liberdade de imprensa em Roraima”. “Ao evento do lançamento do programa compareceu, obviamente, toda a imprensa convidada e não convidada. Apenas três órgãos de imprensa ousam criticar esse governador - uma televisão, uma rádio e um jornal impresso. Pois bem, o que aconteceu? O governador proibiu que esses veículos da imprensa fizessem a cobertura de um ato oficial. Ora, um ato oficial do governo é um ato público, portanto, aberto a qualquer cidadão”, criticou.

Mozarildo leu a nota do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Roraima (Sinjoperr), na qual a entidade repudia a atitude do governador e rejeita as alegações de Anchieta Júnior de que havia a exigência de credenciamento prévio, desmentida pelos profissionais que cobriram o evento.

“Acredito que o caso dele [Anchieta] se enquadre no ramo das psicopatias, ele está com indícios de paranoia. Nesse caso específico, qual a explicação para proibir a presença da imprensa em um evento público, teoricamente favorável a seu governo, de lançamento de um programa social? Típico de uma pessoa com distúrbio emocional”, comentou.

Ele lembrou que já moveu ação contra o governador por injúria, difamação e calúnia junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) e acaba de entrar com nova ação na Justiça. Também mencionou o fato de Anchieta ter sido cassado em fevereiro passado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Roraima e citou que ele permanece no cargo aguardando julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para finalizar, o parlamentar lamentou que Anchieta Júnior tenha assumido o cargo depois do falecimento do governador Ottomar de Souza Pinto, morto um ano após tomar posse para seu quarto mandato. “Foi uma infelicidade perder o Ottomar e ter Anchieta como vice”, frisou.

GOVERNO – Procurada pela Folha, a Secretaria Estadual de Comunicação informou que não iria responder às acusações do senador Mozarildo Cavalcanti e frisou que o caso ocorrido na semana passada, em que veículos de comunicação foram barrados em evento no Palácio Senador Hélio Campos, se tratou apenas de “um mal-entendido”.

Caminhoneiros vão fechar BR-174 para protestar contra buraqueira

Sexta Feira 05 de Agosto de 2011

Foto arquivo/folha
ÉLISSAN PAULA RODRIGUES

Boa Vista - Um grupo de caminhoneiros procurou a Folha para informar que vai interditar o trecho da BR-174 na altura do município de Rorainópolis, no sul do Estado, a partir das 6 horas desta sexta-feira, 05. O protesto tem o objetivo de chamar a atenção do poder público para as condições de trafegabilidade da via.

Claudecir Moraes, que trabalha no setor de transporte e frequentemente viaja de caminhão pela rodovia, disse que pelo menos 30 caminhoneiros confirmaram participação no ato. Ele informou que o local foi escolhido por ser estratégico e possuir hospital para atender alguma possível emergência.


Começa hoje entrega dos cartões "Crédito Social" em Roraima

Segunda Feira 22 de Agosto de 2011

Foto Divulgação Governo de Roraima


BOA VISTA – A partir desta segunda-feira (22), as pessoas cadastradas no programa Crédito Social começarão a receber o cartão magnético que dará acesso ao benefício de R$120 que poderá ser utilizado como débito, nos estabelecimentos que aceitem Visa ou para saque, nos caixas e agências do Banco do Brasil.

Os beneficiários terão que procurar as agências do Banco do Brasil, de acordo com os dias e horários que serão informados durante a entrega dos cartões, para cadastrarem uma senha de desbloqueio.

Entrega dos cartões

A entrega dos cartões será organizada de acordo com as iniciais dos beneficiários, sempre em duas escolas, durante dois dias. “A equipe estará atendendo durante dois dias cada território. Mas é importante que as pessoas compareçam na escola na data agendada, levando o CPF e a carteira de identidade”, explicou a secretária da Promoção Humana e Desenvolvimento, Shéridan de Anchieta.

Quem mora nos bairros Senador Hélio Campos, Santa Luzia, Dr. Silvio Botelho, Olímpico, Conjunto Cidadão, Pintolândia e Jardim Tropical, com iniciais entre A e E deve comparecer a escola América Sarmento, de 8h30 às 12h30. Já as pessoas com inicias entre F e L devem procurar a escola Severino Cavalcante, das 9h30 às 13h30.

Na terça-feira (23), serão atendidas as pessoas com inicial M, na escola América Sarmento, de 8h30 às 12h30 e as pessoas com inicias entre N e Z na escola Severino Cavalcante, das 9h30 às 13h30.

No dia 24 de agosto, quarta-feira, serão atendidos os moradores dos bairros Equatorial, Alvorada, Dr. Silvio Leite, Nova Canaã, Piscicultura, Jardim Primavera e Santa Tereza. As pessoas com iniciais entre A e E devem receber seus cartões na escola Antônia Coelho de Lucena, de 8h30 às 12h30. E as inicias entre F e L serão atendidas na escola Coema Souto Maior, das 9h30 às 13h30.

No dia 25, quinta-feira, é a vez das pessoas com inicial M serem atendidas na escola Antônia Coelho de Lucena, das 8h30 às 12h30. As inicias entre N e Z recebem seus cartões na escola Coema Souto Maior, das 9h30 às 13h30.

Na sexta-feira, 26, a entrega de cartões será para os moradores dos bairros União, Cauamé, Jardim Caranã, Caranã, Aeroporto, Jardim Floresta e Cidade Satélite, na escola Jesus Nazareno, para as iniciais entre A e E, das 8h30 às 12h30. Para as pessoas com iniciais entre F e L, os cartões serão entregues das 9h30 às 13h30, na escola Pastor Fernando Granjeiro.

Os beneficiários com inicial M só recebem o cartão no dia 29, próxima semana. O atendimento será na escola Jesus Nazareno, de 8h30 às 12h30. Para as iniciais entre N e Z, os cartões serão entregues na escola Pastor Fernando Granjeiro, das 9h30 às 13h30.

Crédito Social

O programa Crédito Social substitui o Vale Solidário, que benefici 51 mil famílias de baixa renda em Roraima com o valor de R$ 120 mensais. (EM)

Fonte: Roraima em Foco